Jogo entre PSG e Basaksehir é adiado após ato de racismo

0
361

O que era para ser apenas mais uma partida de futebol se tornou um caos. A partida entre PSG e Istanbul Basaksehir foi paralisada aos 13 minutos da primeira etapa empatada em 0x0.

Isso tudo porque, segundo Pierre Webó, que foi expulso de campo, teria sido ofendido por Sebastian Colţescu, quarto árbitro do confronto. A confusão se instaurou e os jogadores foram para cima do árbitro, comandados por Demba Ba, atacante que estava no banco de reservas.

O atleta começou a perguntar ao quarto árbitro o porquê do mesmo proferir as palavras “esse cara preto” para se dirigir ao auxiliar do clube turco. Sebastian não se defendeu em momento algum, algo que foi bem estranho por sinal.

Mbappé e Neymar também se manifestaram, dizendo ao árbitro principal, Ovidiu Hategan, que não jogariam caso o árbitro assistente continuasse no gramado.

Não vamos jogar. Não podemos jogar. Com esse cara (quarto árbitro) aqui, não vamos jogar” – disseram.

Os dirigentes dos dois clubes entraram dentro do campo para saber o que estava acontecendo até que os jogadores de ambas as equipes decidiram abandonar o relvado, em forma de protesto.

O Istanbul Basaksehir se manifestou através do twitter, dizendo que seus jogadores não entrariam novamente no campo. Confira na íntegra:

Poucos minutos depois, chegou a informação de que a partida estaria adiada. Assim, o confronto retornará nesta quarta-feira (09), às 14h55. A UEFA ainda não se pronunciou sobre uma possível punição a Sebastian Colţescu.